quinta-feira, 22 de março de 2012

Resenha: A mão esquerda de Deus


A mão Esquerda de Deus (The Left Hand God)
Serie A mão esquerda de deus #1
Autor: Paul Hoffman
Editora: Suma das Letras
Páginas: 328
ISBN: 9788560280537
Ano de Lançamento: 2010
Gênero: Literatura Estrangeira/Romance


 
Sinopse: O santuário dos Redentores é um lugar desolador. Um lugar onde a esperança e alegria não são bem vindas. A maior parte dos meninos que habitam o lugar foi levada para lá muito nova e contra a vontade. Eles padecem sob o regime opressor dos lordes Redentores, cuja violência e crueldade têm como único proposito honrar a memoria do Redentor enforcado – e passam suas vidas prisioneiros dos corredores labirintos e tortuosos do santuário, um lugar com séculos de historia e segredos, e que ninguém conhece por completo.
No meio de um desses corredores há um menino. Talvez ele tenha 14 anos, talvez tenha 15; ninguém sabe ao certo. Lá dentro, é chamado de Thomas Cale. Seu verdadeiro nome, já esqueceu há muitos anos. Ele já esqueceu de tudo de sua antiga vida. Em breve, será a testemunha de um ato horrendo. E é nesse momento que começara a sua extraordinária vida futura.



Resenha: Comecei a ler o livro, ele começa bem tranquilo, mais logo depois de algumas páginas já começa a ficar bastante empolgante, um livro com bastantes reviravoltas, onde você nunca faz ideia do que pode acontecer, o livro fala sobre um santuário onde ele tem como objetivo treinar crianças desde pequenos, onde são mantidos sobre pressão, onde não existe felicidade e alegria, onde tudo tem regras, não podem conversar com ninguém, onde não se obtêm conhecimento sobre o mundo que existe fora do santuário, eles acreditam que do lado de fora só existe a guerra, pois só são levados para fora quando chegam à idade necessária para poder fazer parte do exercito, para poder se juntar ao exercito dos redentores, eles possuem uma fé sobre um redentor enforcado (seria o deus deles), um redentor que deu a vida para salvar seu povo. 


       Entre essas crianças existe um menino chamado Thomas Cale ele foi treinado pelo redentor Bosco, o redentor da guerra, ele é um dos melhores para planejar estratégias, assassinar uma pessoa, e em uma batalha. Thomas é um menino que não teme a nada, ele tem um pensamento diferente dos outros garotos, ele não segue muito as regras do santuário, um menino digamos que curioso e em busca de aventuras. Mais tudo pode mudar quando ele descobrir o que existe do lado de fora do santuário, e descobrir que a Mulher não é algo tão ruim como sempre foi lhe dito dentro do santuário, e pode mudar sua aventura.
Gostei bastante do livro, me surpreendeu muito, acontecem coisas que em nenhum momento eu poderia imaginar. Um livro que envolve a guerra, romance, e deixa tudo muito interessante.

"Seu Nome é Cale.
 Disseram que ele poderia destruir o mundo. 
Talvez ele destrua..." 

Abaixo o bookstrailer do livro, já da uma vontade ler o livro. Vale a pena conferir. 

Recomendo a Leitura do Livro !


 

Estou bastante ansioso pela continuação da trilogia. No Brasil já possui o segundo volume “As ultimas quatro coisas” 










Adorei !


Um comentário:

  1. Já tinha ouvido falar desse livro e me apaixonei por ele, ainda mais depois dessa resenha, adorei.
    beijos
    neversaynever-believe.blogspot.com.br

    ResponderExcluir